Prefeitura de SP quer transformar o Minhocão em Parque Linear

Prefeitura de SP quer transformar o Minhocão em Parque Linear

- em Brasil
Comentários desativados em Prefeitura de SP quer transformar o Minhocão em Parque Linear

A Prefeitura de São Paulo anunciou que o Elevado João Goulart, mais conhecido como Minhocão, deixará de servir exclusivamente como local de passagem de veículos para dar lugar a um Parque Linear. O projeto estrutural, que contempla iluminação, acessos, sistema viário e transporte público, deve começar a ser executado ainda este mês.

Concebido na década de 70 para ligar as zonas leste e oeste da cidade, a desativação do Minhocão vem sendo debatida há décadas. O elevado prejudica moradores das redondezas, que convivem com poluição sonora, atmosférica e visual provocada pela constante circulação de veículos. A via, no entanto, tem importância na fluidez do trânsito, sobretudo no centro da capital paulista.

Por isso, o Ministério Público de São Paulo (MP-SP) pediu esclarecimentos ao secretário municipal de Urbanismo e Licenciamento, Fernando Barrancos Chucre. A preocupação é, justamente, os impactos provocados ao tráfego de automóveis com a desativação do Minhocão. O secretário foi chamado para comparecer ao MP-SP na próxima quarta-feira (27) para apresentar os estudos sobre o assunto.

Obras

A prefeitura informou que vai começar a transformação por um primeiro trecho, de 900 metros, entre a Praça Roosevelt e o Largo do Arouche, no centro. No total, o parque terá 17,5 mil metros, a serem concluídos futuramente. O trecho inicial foi escolhido por se conectar melhor com outros espaços públicos de lazer, como Praça Roosevelt, Parque Augusta, Largo do Arouche e Praça Marechal Deodoro.

Na primeira fase, até agosto, serão instalados acessos para que os pedestres possam subir ao elevado, por meio de escadas e elevadores, em nove pontos. Serão erguidas também proteções laterais para aumentar a segurança desses pedestres.

Numa segunda etapa, a partir do segundo semestre, o parque ganha jardins, floreiras e deques, em módulos pré-fabricados.

O elevado ganha interdições de trânsito, nessa fase inicial, apenas no trecho mais central. Para seguir sentido zona oeste, bastará acessar o Minhocão próximo à Rua Helvétia e, no sentido leste, a Rua Sebastião Pereira, ambas na região central.

O projeto tem conceito urbanístico e referências do arquiteto Jamie Lerner. O custo estimado é de R$ 38 milhões e a previsão de entrega é dezembro de 2020.

Fonte: Agência Brasil

Facebook Comments

Veja também

Bolsonaro diz que vai atuar para restabelecer democracia na Venezuela

Depois da reunião no Palácio do Planalto, o